domingo, 20 de janeiro de 2008

A propósito do amor... II


É muito bonita esta mulher. Olha interrogando, fala sem dizer, corre como uma gazela tão perto e tão longe de nós.

Nasceu de Deus e do diabo. É doce e amarga ao mesmo tempo. Carinhosa e severa. E amiga. Muito amiga daqueles com quem ela quiser ser.

E nós a gostarmos tanto dela. E ela esquiva a ser só dela própria.

Ou então dos homens que a merecerem tão esforçados de a merecerem.

Para que lado fica afinal o amor? Para o lado do coração ou do corpo sedento de amor rude e fácil?

Fácil de difícil que é. Tão fácil como o sonho que não mais a deixa de perseguir: o de ser simplesmente feliz. Connosco ou com aquele que souber dizer melhor do que qualquer um de nós.

Ela tem de continuar assim. Mas com calma. Devagar.

4 comentários:

Bichinho disse...

Beijo fantasma.

BlackAngel disse...

hei! não continua com o blog?
parei, estive doente.
recomeço.
devagar.
abraço

O Lápis disse...

Silêncio?

adsensum disse...

Olá. O que aconteceu ao seu blog? Desistiu?
Uma abraço.